Desconcertada

orquestra-do-fuba-fabrica-de-sonhos

Ficha Técnica

Damien Fleau: Sax
Fernando Cavaco: Voz, cavaquinho
Mathieu Gramoli: Bateria, coros
Natallino Neto: Baixo, coros
Wander Pio: Percussão
Zé Moura: Sanfona, coros

(Auteurs : Ricardo Teté & Fernando Cavaco / Compositeurs : Natallino Neto & Zé Moura)

Eu já gastei com você
O olho da cara,
Você finge e faz de conta.
Mas tô pagando pra ver
Quando a cortina descer
Vai ter que entrar na dança.
Estive sempre à mercê
Dei roupa cara
Você nem pra fazer conta.
Recusa dança, por quê?
E quando aceita
Vejo, logo você cansa.

Jogo de cintura (Que frescura)
Venha bater chinela
Assim ninguém atura
A sua pose de donzela.
(Que frescura)
Venha pra cá magrela
Não perca a postura
É baile, não é passarela.

E quando a Orquestra tocar
(A concertina vai desconcertar)
Você tonta rodando
No meio do salão.

Jogo de cintura
Venha bater chinela
Assim ninguém atura
A sua pose de donzela.

Que frescura
Venha pra cá magrela
Não perca a postura
É baile, não é passarela.

Deixa de frescura
E vem bater chinela
Assim não dá!
Não é sua passarela!

Chega de dondoca
E vem pra cá magrela
O lero-lero de alta costura
Não combina com favela.

Veja a donzela
Com sua sandália amarela.

Eu já gostei com você
Mas ainda pago pra ver
Estou sempre à mercê
E recusa dança, por quê?
Não entendi por quê!
Não entendi você!
Não entendi por quê!
Não entendi...
Para tudo!